Ferramentas do usuário

Ferramentas do site


warzone_2100

Dicas do jogo

Introdução

Trata-se de um jogo de estratégia de guerra em tempo real. Isso quer dizer que você tem que pensar na sua estratégia, e podem ser muitas variáveis, e tem que agir rápido, senão não consegue mais recuperar o tempo perdido. Comparado a outros jogos de estratégia em tempo real, há um grande foco em artilharia, radar e tecnologias de contra-ataque, uma enorme árvore de pesquisa de tecnologia e um sistema de design de veículos.

Elementos do jogo

O jogo se baseia em partidas ou em campanhas. As partidas são jogadas num mapa fixo, escolhidos antes da partida iniciar. A campanha é jogada num mapa mais dinâmico, com missões que vão evoluindo. Vou falar aqui das partidas, mas os elementos valem para ambos.

  • Poço de petróleo: espalhados pelo mapa. Você deve encontrá-los e construir um poço sobre eles para poder obter energia. Cada poço se associa automaticamente a uma usina de energia.
  • Centro de pesquisa: você pode construí-los em qualquer lugar do mapa. O ideal é o mais distante possível do inimigo. A não ser que o mapa venha com mais, seu limite é de 5 centros. Pesquise o tempo todo, senão sua tecnologia ficará inferior a dos inimigos. O Warzone possui mais de 400 pesquisas possíveis. Para usar uma coisa, antes você precisa pesquisá-la. Para pesquisar é preciso um centro de pesquisa (Research Facility).
  • Gerador de energia: você pode construí-los em qualquer lugar do mapa. O ideal é o mais distante possível do inimigo. Cada gerador suporta 4 poços e você pode ter no máximo 10 geradores, exceto se o mapa já vier com mais de 10 construídos.
    • de tanques: o ideal é que estejam protegidas, mas se construir tanques muito lentos pode optar por colocá-las mais avançadas. Construa ela com 3 módulos assim que possível.
    • de robôs: tente colocar em locais protegidos. Robôs andam rápido, as fábricas não precisam estar perto do inimigo, mas pode avança-las se o mapa for muito grande, idealmente ainda mantendo-as protegidas
    • de aviões: essas com certeza podem ficar o mais longe possível dos inimigos sempre, já que os aviões não vão demorar a percorrer todo o mapa, mesmo em mapas grandes. Construa ela com 3 módulos assim que possível.
  • Artilharia: são algumas das armas fixas que você pode construir. A vantagem é que são de longo alcance e podem fazer a diferença no jogo, tanto a seu favor como contra.

Sequência do jogo

Aqui a sequência do que costumo fazer numa partida contra a máquina:

  1. Escolha o mapa e o nível de tecnologia inicial (T1, T2 ou T3). Eu gosto de jogar no T3 e vou falar sobre ele nos próximos itens
  2. Inicie o jogo
  3. Como adversário o melhor é o Nullbot no nível “Insane”
  4. Iniciada a partida logo seleciono todos os tanques construtores com Ctrl+W e marco eles como um grupo com Ctrl+0 (grupo zero)
  5. Construções iniciais:
    1. Usando Shift ou Ctrl ao de clicar onde construir você pode programar uma sequência de coisas a serem construídas
    2. Construir o Command Center
    3. Construir dois centros de pesquisa
    4. Construir um ou dois Geradores de Energia (dependendo de quantos poços já estiverem à vista)
    5. Construir duas fábricas de robôs
  6. Feitas as construções iniciais:
    1. Uma das fábricas vai fazer robôs construtores indefinidamente (Combat engineer)
    2. A outra vai fazer robôs granadeiros (Cyborg Grenade Weapon) indefinidamente
    3. Um dos centros de pesquisa vai pesquisar Hellstorm Emplacement (sua árvore de pesquisa)
    4. O outro vai pesquisar o próximo nível de centro de pesquisa (Neural Synapse Research Brain - sétimo de um total de 9 níveis)
  7. Coloco as fábricas para entregar os robôs em locais estratégicos. Por exemplo, o local mais distante onde pretendo construir poços e defesas. Escolho isso na análise inicial do mapa, antes de iniciar a partida. Tento pegar a minha parte do mapa. Por exemplo, num mapa de 4 tento pegar pelo menos 1/4 do mapa ou tomar conta de um ponto central com poços, se existir um.
  8. A medida que os construtores vão sendo fabricados tento definir grupos deles, para ter ao final 3 grupos: grupo zero, nove e oito. Guardo grupos iniciando no 1 para atacar.
  9. Vou construindo poços e geradores a medida que preciso
  10. Vou prosseguindo nas pesquisas visando:
    1. Scourge missile e suas evoluções até o Archangel Missile (que as vezes nem pesquiso se o jogo acaba antes)
    2. Seraph Missile Array eu não uso, mas é pré-requisito pro Archangel Missile
    3. Evoluções do Hotwizer para fortalecer e aumentar alcance do Hellstorm Emplacement

Compilando

Ubuntu 18.04

Compilando warzone 3.2.3:

sudo apt-get install -y libsdl2-dev libsdl1.2-dev libtheora-dev libopenal-dev libvorbis-dev libglew-dev libphysfs-dev libfribidi-dev libfreetype6-dev libfontconfig-dev qt5-default qtscript5-dev libssl-dev libharfbuzz-dev

Ubuntu 13.10

Da última vez que precisei compilar o Warzone 2100 (http://wz2100.net) no ubuntu foi bem chato ter que ficar descobrindo cada dependência a cada vez que tentava compilar. Pra poupar isso numa próxima vez e talvez ajudar outros segue aqui o que precisei instalar num Ubuntu 13.10 depois de já ter instalado o g++

 sudo apt-get install -y libsdl2-dev libsdl1.2-dev libtheora-dev openal libopenal-dev libvorbis-dev libglew-dev libphysfs-dev libfribidi-dev libfreetype6-dev libfontconfig-dev

A lista pode não estar completa pois pode ter sido instalada alguma outra dependência antes quando instalei algum outro pacote, mas acho que isso já vai poupar um bocado de trabalho. Se souber de alguma diferença ou tiver algum comentário me mande um email: .

Ubuntu 12.04.5

Recompilei nessa versão em 27/09/2014 e tive que reinstalar um grupo um pouco diferente de pacotes:

sudo apt-get install -y libphysfs1 libsdl2-dev libtheora-dev libopenal-dev libvorbis-dev libglew-dev libphysfs-dev libfribidi-dev libfreetype6-dev libfontconfig-dev libsdl1.2-dev libtheora-dev libopenal-dev libvorbis-dev libglew-dev libphysfs-dev libfribidi-dev libfreetype6-dev libfontconfig-dev libqt4-dev libxrandr-dev
warzone_2100.txt · Última modificação: 2020/06/16 13:44 por cartola