Ferramentas do usuário

Ferramentas do site


festa_de_15_anos_da_carla_-_valsa_com_o_walner

Essa é uma revisão anterior do documento!


O Walner muito se divertiu com a estorinha da carta que enviou em meu nome para a Fabiana, da qual só fui tomar conhecimento dez anos após haver deixado o CAP, mas, justiça seja feita, apenas recentemente me lembrei de contar para ele o que eu fiz quando ainda estávamos, salvo engano, na sétima ou oitava série…

 

Festa de 15 anos da Carla

 

Buono, na condição de marido da Carla, e a esposa do Walner que me perdoem, mas naquela época os garotos da 11 tinham “território demarcado”. Cada um, mesmo que instintivamente, respeitava o espaço do outro. O caso do Buono era a Christie e a Carla, bem a Carla… Ela tinha que ser do Walner e que NINGUÉM ousasse atravessar o seu caminho !!!

 

**A Valsa**

 

Festa de quinze anos da Carla. Convite para a turma toda. Imediatamente veio a decisão tomada por alguns garotos (dentre os quais eu): cadete xexelento algum dançará essa valsa com a Carla ! Faremos valer os direitos do Walner !

 

Começamos um lobby em prol do nosso amigo. Foi então que pensei: um momento desses requer uma conversa de homem para homem. Sem hesitar e sem qualquer vergonha na cara, peguei o telefone e liguei diretamente para o pai da Carla ! Hoje nem mesmo eu acredito como pude ter tamanha cara-de-pau, rsrsrs !

 

A conversa foi quase um monólogo: eu falava e o pai dela ria, rsrsrs.

 

Comecei a conversa perguntando: “- O senhor já tem alguém em mente para dançar a valsa com sua filha?”

Pai da Carla: “ - Ainda estou avaliando quem será.”

Gilbert: “- Pois então o senhor não precisará avaliar mais nada. Será o Walner.”

Pai da Carla surpreso: “ - Como assim?”

Gilbert: “- O Walner vem se preparando para esse momento há meses. Até passos de dança com sua avó ele tem treinado.”

Pai da Carla: “- Sério? kkkkk!”

Gilbert: “- Se o senhor não escolher o Walner ele sofrerá uma das maiores decepções de sua vida ! Ademais o senhor jamais encontrará alguém que possa se dedicar com igual afinco e emoção a essa tarefa !”

Pai da Carla: “Mas e se alguém mais já tiver treinado para o momento?”

Gilbert: “- Azar desse alguém ! Ademais ele seria vaiado por toda a turma e isso geraria uma grande comoção/decepção entre os presentes! Poderia tirar todo o brilho da festa ! O senhor não vai me colocar um cadete do nada, sem qualquer estória, sem a simpatia da turma, um boneco vazio no lugar do Walner, vai?”

Pai da Carla (se divertindo e muito com o episódio): “- Bom, se for para a felicidade geral da nação, que seja o Walner, rsrsrsrs! Ele gosta mesmo da minha filha?”

Gilbert: “- Ele gosta mais dela que de si mesmo !  Ele morreria por ela em várias encarnações !  Ele é o homem certo para essa missão ! ”

 

Fim de conversa.

 

Chega a festa, chega a valsa. Expectativa. Medo de que algum boneco de cera vestindo uma farda pudesse usurpar o papel que de direito pertencia ao Walneto ! Não agüentando mais o suspense, ao que a valsa parece se aproximar eu puxo um coro: “- Walner ! Walner ! Walner ! Walner ! Walner ! Walner !”. Quando as câmeras se aproximavam eu fingia estar olhando para os lados, para o teto, etc. Eis que o pai da Carla se dirige aos integrantes do coro e diz: “- Calma, calma…”

Apreensão.

Poderia ser um prenúncio de que algum mala surgiria do nada para decepcionar a todos da galera.

Enfim o grande momento: mais algum suspense, eu puxo um novo coro pelo Walner, e finalmente, ovacionado pela platéia, o Walner é convidado para dançar a tal valsa ! A galera vai ao delírio, só me lembro de todos pulando, se abraçando e confraternizando pela vitória, rsrsrs.

 

Honestamente minha memória não consegue resgatar absolutamente mais nada após o episódio. O TEMPO DEFINITIVAMENTE PAROU NAQUELA VALSA !

Ainda os vejo dançando em minha frente até hoje, rsrsrs!

Anos após, no aniversário da Paula (irmã mais nova da Carla), impusemos mais uma valsa aos dois. Havia se tornado uma tradição !

 

 

Nota:

Apenas recentemente contei à Carla acerca da conversa secreta que eu tivera com seu pai (que dava gargalhadas e se divertiu com o episódio). Também o Walner, que guardou por dez anos a estória da carta da Fabiana, tomou conhecimento apenas há alguns meses do diálogo. Pau que bate em Chico, bate em Francisco. rsrsrs

A versão da Carla (vítima 1)

E por falar em nada ser exatamente o que parece; Sr. Delega; volto; subitamente; às comemorações pelos meus 15 aninhos… Lá se vão muuuitos anos; é verdade; mas algumas situações a gente nunca esquece… A valsa de 15 anos; certamente é uma delas…

Festa no Le Buffet; dia 26 de dezembro… 400 convidados…

Planejada com muuuita antecedência… Vestido para a valsa; musica ao vivo… Minha mãe estava radiante com a festa… Coitada… Mal sabia do que viria pela frente… Grande dia! Todos os meus amigos reunidos e a festa já rolava solta. No entanto; reparo que há um convidado tenso… O pobre andava de um lado para o outro na festa… Gilbert; com seus braços longos; não parava quieto… Era como se algo grandioso estivesse para acontecer e a proximidade da ocasião estivesse deixando a ansiedade do cretino no topo! Hora da valsa! Danço com meu pai e em seguida com os primos! No final; seria um amigo muito querido (o pobre coitado do Guto…); escalado por minha mãe para a ocasião… Eis que justo na hora em que anunciariam a última valsa; o FDP do Gilbert começa a insuflar a multidão a clamar em uma só voz: “Walner; Walner; Walner”!!!!!! Sabe lá o que são uns 150 delinqüentes gritando desesperadamente pelo coitado do Walner… Todos regidos pelo Maestro Gilbert (sim; ele parecia um maestro regendo a Filarmônica de Berlim); e tudo com o apoio do meu PAI; pasmem!

Parecia um filme tosco: Gilbert com os braços pro alto; pedindo o apoio da platéia! Meu pai; todo feliz; já chamando o Walner pro meio do salão e eu e o pobre coitado do Guto no meio do salão; querendo morrer de tanta vergonha ( o Walner tb deve ter querido morrer naquele momento…)! A situação pro Guto; vista hoje por outro ângulo; já era ridícula e constrangedora por si só… Agora; ser expulso da valsa; sem piedade; era demais… O cara tinha ido até de terno só pra ocasião…

Anos depois fiquei sabendo que o Cretino do Gilbert teve a cara de pau de ligar semanas antes da festa para o meu pai para “acertar” a bendita valsa!!!!!

O Sr. Delega mentiu vergonhosamente pro meu pai; dizendo que o Walner morreria se não dançasse a valsa comigo… Que se preparava há dias para a hora da valsa e que se não participasse desse momento comigo teria traumas irreversíveis pro resto da vida! E o pior é que no vídeo dos 15 anos tá tudo gravado! Inclusive o Gilbert tentando disfarçar a sua empolgação antes da valsa; justo no momento em que é flagrado pela câmera ao pedir “votos” para a multidão! A cena é hilária: ele andando de um lado pro outro; gesticulando pra todos os lados; falando com todo mundo ao mesmo tempo e; de repente; olhando pra câmera! Pra disfarçar; coça o queixo à lá Mirony; e olha pra cima; levantando as sobrancelhas… Tudo como se fosse a mais inocente das criaturas da terra!

Caro Gilbert: vc me deve muuuuito! Vou começar a cobrar! :)

Comentário do Walner ( vítima 2)

Eu tenho poucas lembranças dessa valsa.

A vergonha foi tão grande que minha memória fez questão de apagar. Não sabia dançar (até hoje não sei). Talvez o ódio e os planos de vingança que eu já comecei a bolar durante a dança tb ajudaram a esquecer aquele dia…

O que me lembro mesmo desta festa é que um senhor de cabelo branco azarou o Vitor e o Freeland no banheiro.

Walner

Resposta do Gilbert (autor):

Walner, eu bem te avisei antes da festa para que se preparasse para o grande momento da sua vida na ocasião da valsa. Não acreditou porque não quis, rsrsrsrs!

PS: Deixe de ser dissimulado afirmando quase nada se lembrar do ocorrido. Não adianta tentar minimizar algo que sabemos ter sido marcante! Por fim pare de tentar desviar do assunto falando do avô pedófilo da Carla que havia saído do presídio naquela semana (brincadeira iniciada pela própria Carla, ok? rsrsrss) ! Algo como esse episódio, ocorrido no auge da adolescência, jamais se esquece, deixa marcas perpétuas ! Aposto que você se recorda até do brinco que a Carla usava, do aroma do seu perfume, de todos os olhares que o cercavam, da música que tocava, do frio na barriga, do suor frio, das mãos trêmulas, da sua tensão, da pisada que você deve, involuntariamente, ter dado no pé dela, etc., etc., etc., rsrsrsrsrs! Repito: essa valsa é eterna e, como outrora dissera o poeta, foi infinita enquanto durou…

festa_de_15_anos_da_carla_-_valsa_com_o_walner.1238892697.txt.gz · Última modificação: 2009/04/04 21:51 por 200_222_60.189