Acompanhe:

Um fim de tarde agradável num prédio de beleza histórica ao som de clássicos da música brasileira e internacional. Foi onde fiz essa foto, durante uma seresta organizada pelo carismático Oliveira na sede do Clube Naval, no Centro do Rio de Janeiro. Imaginem todas essas pessoas se revezando na cantoria acompanhados por dois excelentes músicos. Fui a convite de meu pai (na verdade eu me convidei quando ele mencionou onde ia). Ele é o rapaz simpático de camisa vermelha na foto (acho que piscou na hora, mas confiei em mim, ele é simpático). Alem de aparecer na foto ele é quem canta na música de fundo. Infelizmente esqueci de gravar o som local, então peguei esta gravação do CD que ele gravou para compor a ambiência da foto. A música é “Estrada do Sol” composta por Tom Jobim e Dolores Duram, interpretada aqui por Decio Carvalho (não confundam com o Delcio Carvalho). De quebra ainda encontrei duas senhoras simpáticas, mãe e tia do marido de minha prima, que também aparecem na foto. Agradável surpresa descobrir que também são cantoras das noites cariocas.

Vejam aqui o panorama.

Seresta no Clube Naval

Seresta no Clube Naval - miniatura equirretangular

A sala tem um estilo clássico com detalhes muito interessantes em todo seu acabamento, cortinas e pintura. O prédio todo é muito bonito. Fiquei com vontade de fotografar outras salas pelas quais passei até chegar à essa. De repente volto lá qualquer dia. O prédio foi inaugurado em 1910, e compõe, juntamente com o Teatro Municipal, antigo Supremo Tribunal Federal, Museu Nacional de Belas Artes e Biblioteca Nacional (onde também já fotografei), o principal núcleo cultural da cidade.

Alguém consegue me achar na foto?

Ficha técnica:

Tenho pensado se é viável fotografar um panorama 360 usando flash ou um conjunto deles. Qualquer dia vou testar para ver se melhora a granularidade de fotos como esta, onde não posso usar tempos muito longos de exposição.

Abraços, Cartola.

Escrito em 30/05/2011 Eventos, Interiores, Pessoas

Localizada na avenida Rio Branco, uma das principais do Centro do Rio de Janeiro, está a Biblioteca Nacional. Ao lado de outros endereços clássicos, como o Theatro Municipal e o Museu Nacional de Belas Artes, dentre outros. Considerada pela UNESCO uma das dez maiores bibliotecas nacionais do mundo, é também a maior biblioteca da América Latina. Seu acervo é calculado em cerca 9 milhões de itens (nossa!). O prédio foi inaugurado em outubro de 1910 e levou 5 anos para ser construído. Veja no site da própria biblioteca mais informações históricas interessantes.

Trecho do panorama

Trecho do panorama da Biblioteca

Vejam o panorama.

Fazer este panorama foi interessante. Saí na minha hora do almoço com o equipamento na mochila e meio sem destino certo. Antes de chegar à biblioteca passei no Theatro Municipal, que estava fechado, e no Museu de Belas Artes, onde não pude fotografar com tripé, exceto no hall de entrada. Este, porém, estava pouco iluminado e achei que não valia a pena. Sorte minha, pois na BN pude usar todo o equipamento. O resultado foi essa belíssima foto. Na minha opinião a melhor que fiz até o momento e curiosamente uma das que me deu menos trabalho de montagem e finalização.

Pra fazer essa foto eu demorei uns 15 minutos fotografando. Lá pelo meio duas turistas me pediram licença para fotografar. Tentei explicar que se eu saísse dali naquele momento teria que reiniciar todo o processo. Espero que elas tenham entendido :)

Entrei em contato com a direção da BN e talvez consiga fotografar também os ambientes internos, onde em geral não é permitido. Estou esperando um novo contato para marcarmos uma data. Quando rolar, certamente postarei aqui o resultado num provável “tour virtual”.

Ficha técnica:

Abraços, Cartola.

Escrito em 28/05/2011 Interiores, Pontos turísticos

Pertinho de Miguel Pereira localiza-se a Colônia de Férias Citybankense. Outrora foi um clube de campo para funcionários do Citibank – daí o nome. Atualmente funciona como uma pousada, não sei ao certo, mas acho que apenas para sócios e seus convidados. Esta é apenas a visão de um pequena parte da pousada. O local frio atrai fãs do clima de montanha. Com instalações bem simples é um agradável local onde passei um fim-de-semana com a família e um grande grupo de amigos. Deu pra fazer uma brincadeira boa. No domingo de manhã cedo, enquanto o pessoal ainda dormia, aproveitei para tirar as fotos para compor este panorama.

Piscina Colônia de Férias Citibankense

Vista equirretangular da piscina

Esta é a primeira foto 360×180º totalmente completa que fiz. A anterior ficou com um pedaço do céu faltando.

Disponibilizei a foto num plugin java, não permitindo visão em tela cheia, não ficando muito imersiva. Na época não conhecia ainda a facilidade do formato cúbico para editar a visão do chão (nadir) e é possível observar imperfeições nessa direção.

Ficha técnica:

Abraços, Cartola.

Escrito em 23/05/2011 Natureza, Pontos turísticos

Um local tranquilo para passar uns dias com a família, principalmente se você tem filhos pequenos. O Sítio Bom é um condomínio de casas muito agradável onde pude fazer esta que considero talvez a primeira foto panorâmica 360º que fiz com um resultado satisfatório. Ok, faltou uma foto do céu pra completar o topo, mas ainda assim ficou satisfatório.

Equirretangular do Lago do Sitio Bom

Equirretangular do Lago do Sitio Bom

Uma das coisas mais legais foi a multiplicação das crianças, que acabaram se encaixando bem na foto final, sem muita dor de cabeça com cortes de partes do corpo ou coisas assim. Só precisei acertar um pouco um pedaço da perna do vovô.

Nessa época ainda usava um plugin em java, o que limitou o tamanho da foto postada. Não dá pra dar muito zoom nem pra ver em tela cheia, não ficando algo tão “imersivo”.

Vejam o panorama.

Ficha técnica:

Abraços, Cartola.

Escrito em 21/05/2011 Pessoas

Construído com WordPress. Tema de Eric Schwarz
Novidades (RSS) and Comentários (RSS).

Panoramas Imersivos

Fotos 360×180°